Aquário e seus defeitos

 

futuro

Dando continuidade à série de artigos que trata dos signos e seus defeitos, passo a abordar Aquário.

Todos os signos têm em si defeitos e qualidades e depende do livre arbítrio do indivíduo qual dessas formas de manifestação vai predominar e em que intensidade. O mais comum é que ao longo da vida, conforme as circunstâncias forem dando ensejo, o indivíduo se depare com versões suas até então não reveladas.

Dito isso, passo a tratar de um dos principais defeitos de Aquário: a ansiedade.

Aquarianos adoram fazer uso da máxima astrológica de que vivem no futuro e usam isso como um artifício para destacar o quanto são mais inteligentes do que os outros.

Ocorre que quem muito vive no futuro pouco aproveita o presente e, mais: tem enorme dificuldade de ser feliz diante da vida tal como ela é hoje.

O que Aquário faz é projetar um futuro que só vai se concretizar se algo for feito no presente. Mas esse excesso de futuro lhes deixa ansiosos e isso gera irritação e impaciência e, consequentemente, acabam não conseguindo traçar um plano de ação concreto para dar cabo às suas ideias geniais.

O primeiro passo para eliminar isso é sair do trono e entender que você não é melhor nem mais inteligente que ninguém e que aquelas pessoas que você tanto critica podem ser essenciais para que suas ideias tomem forma. Se você não olhar o próximo e ouvi-lo, ninguém vai cooperar contigo e a tendência é que você seja taxado de utópico.

Eu sei que você tem muito a ensinar, mas, como pobre mortal que é, também tem muito a aprender. E o ponto inicial é: viva o presente e o aceite e as pessoas que nele se inserem tais como são, pois somente assim você conseguirá a colaboração de que precisa para transformar o presente no futuro brilhante que você antevê.

Sem isso, você será tomado de ansiedade e irritação e terminará arrumando confusão por onde passa e suas ideias permanecerão sempre no futuro, aquele que nunca chega.

 

Por Mia Vilela

Aquário: quando a revolução tem a sabedoria do conhecimento

aguadeiro

Na semana passada falei sobre Leão e, consequentemente, é hora de falar sobre o seu signo oposto/complementar, Aquário.

Aquário é um signo do elemento ar e de qualidade fixa, portanto, um ar comprimido, tal qual aquele dentro de um balão. Ar comprimido está louco para se soltar, para ser independente e se você colocar um alfinete no balão ele explode e o ar sai correndo.

Aquarianos anseiam por independência. Porém, para alcançarem em suas vidas a independência/autonomia que tanto desejam precisam aprender, com seu signo oposto Leão, a ter disciplina. Sem a disciplina de vida do Leão, Aquário jamais se tornará independente.

Vale recordar que no mundo atual independência requer autonomia financeira e essa apenas é conquistada com disciplina, seja para ganhar o dinheiro seja para mantê-lo sem gastar tudo. E, de um ou outro modo, há escolhas a serem feitas e preços a serem pagos.

O Aquário, com todo o seu ideal libertário não é dado a pagar o preço de suas escolhas e precisa ser ensinado desde pequeno que nada vem sem algum esforço ou sacrifício, pois toda escolha implica em uma renúncia. É devido a esse traço de personalidade que você, leitor, verá inúmeros aquarianos que se dizem independentes mas que moram no apartamento cedido por alguém, têm suas despesas pagas, no todo ou em parte, por outra pessoa e, mesmo assim, vivem na utopia de serem independentes, achando que tudo isso lhes é de direito.

Tal qual o Leão aqui está outro individualista, a diferença é que o Leão luta por si e o Aquário usa muito da ajuda dos outros. Sua missão de vida é aprender a disciplina, a lidar com a realidade material, sob pena de se tornar um utópico.

Se eu precisasse descrever o Aquário em um única palavra, essa palavra seria idealismo.

Todo aquariano tem ideias muito sábias sobre fraternidade, liberdade e igualdade e, de fato, sua mente está à frente de seu tempo histórico. O problema é que Aquário precisa aprender que, para colocar suas ideias (que são, repito, muito nobres) em prática é preciso saber lidar com a realidade daquilo que é. Dito de outra forma, a fim de que o “dever ser” (o que deve ser, mas ainda não é) imaginado pelo aquariano possa se tornar algo que venha a ser, o que é hoje precisa ser aceito e trabalhado com disciplina. Porém, eles tendem a se rebelar com o que é, levando fama de rebeldes e anarquistas.

Por outro lado, se o aquariano souber superar essa sua dificuldade, sua mente genial poderá revolucionar o mundo e, não à toa, é o signo mais incidente em cientistas, incluindo os grandes cientistas como Thomas Edison (descobridor da eletricidade).

Aliás, o planeta Urano, senhor da eletricidade e das mudanças repentinas e do imprevisto, é o regente de Aquário. Em minha experiência tive a oportunidade de ler mapas de inúmeros(as) advogados(as) que se especializaram em regulação do setor elétrico e, em 100% dos casos, o planeta Urano fazia aspecto harmonioso com o ponto do mapa que representa a carreira, o chamado Meio do Céu. Coincidências astrológicas? Acho que não. Acho que podemos chamar a Astrologia, que também é regida por Urano, de ciência. Mas uma ciência à moda Aquariana, isto é, a frente de seu tempo.

Aquário anseia por um mundo igualitário, onde todos tenham os mesmos direitos e oportunidades e no qual não haja diferenças sociais. Sim, Marx tinha Urano no Meio do Céu. O problema é que esse ideal não pode ser imposto, tem que vir naturalmente, a partir da evolução de cada um, individualmente. Não dá para ter a nobre igualdade aquariana antes que cada um dos 7 bilhões de habitantes aprenda certas lições sobre caridade, fraternidade, igualdade. Enfim, sem evolução não há como implementar os ideais de Aquário para a sociedade.

E é essa a grande lição do eixo Leão/Aquário, a humanidade apende com Leão que cada um deve cuidar de seu desenvolvimento pessoal, sendo único responsável por quem se torna e, a partir da soma desses “tonar-se”, tem-se a coletividade igualitária representada por Aquário. O todo depende do 1 e vice-versa. E, para tanto, cada um deve ter a disciplina de se aprimorar em prol da generosidade que Leão busca, a qual é a base da igualdade que Aquário persegue.

Aquário é um signo de ar e, portanto, mental. Os nativos desse signo parecem estar sempre distraídos, sem prestar atenção no que os outros dizem. Porém, conseguem repetir o que você disse e ainda narrar toda a conversa da mesa ao lado, bem como te contam o que acabou de acontecer na rua. São observadores natos, como todo cientista, e têm capacidade de atenção múltipla. Absorvem conhecimento por osmose, sem muito esforço, sendo bastante perspicazes.

Contudo, o que lhes sobra de humildade em geral, lhes falta de humildade intelectual e é bastante comum você se deparar com aquarianos que não dão valor à sua inteligência e jamais são pegos lendo um livro, mas despejam “conhecimento” sobre o assunto em seus ouvidos, muitas vezes falando bobagem. Claro, nem tudo dá para pescar no ar, algumas coisas, para serem aprendidas, precisam da disciplina do estudo e disso eles tendem a não gostar muito.

Repito, ensinar aos pequenos de Aquário a importância da disciplina salvará suas vidas futuras e permitirá que não haja desperdício de inteligência. Os salvará, inclusive, da revolta sem causa, da rebeldia pela rebeldia; do inconformismo anárquico.

Aquário é o signo das amizades e você sempre verá o aquariano típico repetir a palavra amigo inúmeras vezes, mesmo quando se referir a ex namoradas(os). Sim, eles procuram manter a amizade com todos e de modo impessoal. A impessoalidade rege seus relacionamentos de qualquer espécie, bem como um misterioso distanciamento.

Embora adorem debates em grupo e turmas de amigos, os aquarianos precisam de momentos de solidão. São introspectivos e, muitas vezes, se sentem incompreendidos. A qualidade fixa de seu signo de ar lhes concede ideias fixas e, se essas não são aceitas, o aquariano é abatido por sentimento de incompreensão, isolamento e se sente  rejeitado. Tal qual Leão, eles são carentes e precisam de aceitação, mas jamais, em tempo algum, admitirão isso. Olhe mais afundo e veja que reside nele um sentimento de inferioridade, estamos no eixo da auto-estima que precisa ser trabalhada.

A inveja também pode assolar muitos aquarianos, sendo de suma importância que esses nativos trabalhem a gratidão dentro de si.

Mas, feito um sério trabalhado interno, capaz de mitigar os pontos negativos de Aquário, o aquariano é capaz de qualquer realização, ele é um gênio, sabe. Um inventor à frente de seu tempo, um visionário e, muitas vezes, mediúnico. Sim, muitos aquarianos são capazes de antever o que virá de modo que nem eles mesmos podem explicar e, por serem céticos, costumam desprezar esses insights, o que lhes gera problemas que poderiam ter sido evitados. Se a energia do aquariano estiver vibrando negativamente, costumam ser acometidos por sonhos violentos, podendo até mesmo sentir dores ou puxões. Eles têm a mente conectada na tomada do além, mas não admitem isso.

Se Aquário aprender que há mais coisas entre o seu e a Terra do que ousa imaginar nossa vã filosofia, poderá ir muito longe. Não há ciência sem intuição. Pensem nisso.

A necessidade de mudança oriunda de um sentimento de insatisfação os acompanha e nem eles sabem o que desejam mudar, por isso, repito, devem trabalhar a gratidão. Por essa razão, é o signo associado à aviação e às profissões ligadas a ela. Eles precisam estar em movimento; de fixo neles, somente as ideias.

Aquário tem um compromisso com a verdade, no sentido de desvendar a verdade. Tal como Leão, eles não aceitam mentiras, a diferença é que contam muitas por aí para se safar, ao contrário do Leão (signo de fogo mente muito mal).

E, tal como Leão, Aquário possui capacidade de liderança, já que tem a humildade de ouvir a todos, se juntar às multidões e fazê-las sentir como se ele fosse parte delas, o que Leão deve aprender. Por outro lado, Aquário não possui a disciplina necessária para manter os demais unidos em prol de um objetivo e extrair deles o que de melhor podem oferecer, quem ensina isso é Leão. Assim, esse eixo do Zodíaco nos mostra que o bom líder é aquele disciplinado, generoso e carismático (Leão), capaz de descer de seu trono e ouvir seus funcionários, juntar-se a eles como parte do grupo e trabalhar de forma horizontal guiando-os e não impondo nada (Aquário).

Caros leitores, sem o revolucionário aquariano, não há avanço no mundo. Não há transgressão da tradição e tradição sem ruptura nos leva à morte enquanto espécie. Toda a tradição protegida por Capricórnio (signo anterior a Aquário) é reavaliada pelo Aquário, repensada e transgredida se preciso for, em nome do progresso e da sobrevivência da humanidade. Esses nativos nos ensinam que há sabedoria na transgressão. Duvidam? Os judeus eram considerados judeus se fossem filhos de pai judeu e essa tradição religiosa durou séculos. Porém, com as perseguições e estupros de guerra que assolaram o povo judaico quando da dominação dos Romanos, os rabinos alteraram/transgrediram a tradição, passando a considerar como judeu todo aquele filho de ventre judaico. E, assim, a partir da transgressão da tradição, salvaram os judeus que existem como povo até hoje, apesar de apenas terem tido um território seu a partir da década de 40, quando Israel foi criada. Foi a transgressão que evitou que Roma os dominassem.

É essa a transgressão em que vibra o Aquário, simbolizado pelo aguadeiro que jorra a água do conhecimento sobre a constelação que simboliza a humanidade. Aquário ensina que sem conhecimento não há revolução, que nada vem pela força, preparando o terreno para que Peixes, o signo seguinte e último signo do Zodíaco, possa exercer a caridade e o amor universal.

Estamos na era de Aquário, nenhuma mentira será perdoada, nenhuma ditadura será tolerada e, acima de tudo, nenhuma tradição será mantida às custas da ignorância, os próximos milênios ensinarão à humanidade que o conhecimento é a chave da mudança. Você está em sintonia, Malala. E você, leitor, já percebeu a energia de Aquário?