2016: o ano do Sol

 

Snoopy

Amanhã iniciaremos um novo ano: 2016, o ano do Sol. O Astro Rei será o regente desse novo ano que nos aguarda. Mas, o que exatamente isso significa?

O Sol está associado à consciência, ao nascimento, à criatividade, ao poder de cada um ser único. É o Sol quem ilumina e esbanja a sua generosidade e amor com seu calor que aquece a todos indistintamente.

Porém, seu excesso causa queimaduras e até cegueira se você o olhar muito diretamente sem proteção. É preciso estar preparado para a verdade, para a luz. Nesse aspecto, vale relembrar o mito ou alegoria da caverna ensinado por Platão em sua obra “A República” (pesquisem sobre isso). Poderia resumir a alegoria aqui, mas o Sol vai atrás do que deseja, não espera ninguém lhe trazer nada, ele é quem doa.

Claro, acima de tudo, o Sol é a vontade individual. Portanto, em 2016 cada um terá a oportunidade de se reavaliar, a fim de se tornar verdadeiro consigo mesmo, de manifestar a sua vontade à moda do Sol benevolente, que irradia a sua luz a todos, sem preconceito de qualquer espécie, que faz acontecer, sem esperar um pai que se responsabilize por tudo.

Por outro lado, se alimentarmos o lado negativo do Sol, isto é, o individualismo, a manifestação da vontade egoísta que deseja a luz apenas para si e para seu próprio sucesso, que deseja ser ovacionado, teremos um ano de ditaduras, dominações. Um ano em que a dança das vaidades também pode prevalecer.

Somos bilhões de pessoas no mundo, todas com a mesma oportunidade solar que 2016 nos traz, somada às previsões individuais do mapa de cada um de nós. A soma do livre arbítrio de cada um definirá qual a natureza do Sol prevalecerá no ano que se inicia e é essa consciência que o Sol de fato ilumina.

Os astros nos mostram as saídas possíveis, as energias mais favoráveis, mas cabe a cada um de nós preencher as folhas em branco de nossa vida e sociedade, pois somos responsáveis pelo que nos tornamos a todo instante. Nossa personalidade (Sol) é o nosso destino.

O Sol é o pai de si mesmo e requer que cada um enxergue com clareza a sua responsabilidade por si e pelo todo. Ninguém está acima do Sol, isto é, não há um superior a se culpar, razão pela qual 2016 requer poder pessoal com generosidade e amor.

Que o Sol indique o caminho de luz, amor e generosidade possível a cada um, para que, dessa soma, resulte a luz.

Feliz 2016 a todos!

Peixes: quando a realidade se reveste dos sonhos

 

 

peixes

Hoje falarei sobre o 12º e último signo do Zodíaco: Peixes.

Peixes é um signo do elemento água e, portanto, ligado às emoções. Sua qualidade é mutável, o que confere aos seus nativos certo grau de adaptabilidade e capacidade de comunicação.

Simbolicamente, água mutável são os rios e oceanos, que contornam os obstáculos, chegando inevitavelmente ao seu destino e cuja força é capaz de destruir até mesmo rochas. Tudo isso simboliza os instrumentos internos que os piscianos têm para lidarem com o mundo, sendo, na minha opinião, os nativos com maior capacidade de força interior (a não ser que o resto do mapa indique o contrário).

O atual regente de Peixes é Netuno, o Deus dos mares, e seu antigo regente ou co-regente é Júpiter (Zeus).

Para descrever os piscianos gosto muito de uma música de Oswaldo Montenegro. A música se chama “Aos filhos de peixe” e integra o musical “A dança dos signos”. Vejam abaixo parte relevante da citada música:

 “É peixe quando pula e descortina a clara possibilidade de mudar de opinião. É peixe quando, sem ligar a seta, muda o rumo, inverte a coisa, embola o pensamento, então. É peixe quando salta o precipício da responsabilidade e tem uma queda para a ilusão. É peixe quando anda contra o vento, desafia o sofrimento e carrega o mundo com a mão.”

Como se vê, a música retrata a mutabilidade dos piscianos, sua característica sonhadora e sua tendência a ajudar o próximo, sobre as quais passarei a discorrer a seguir.

Conforme ilustração acima, o símbolo de Peixes são dois peixes, cada um virado para o lado oposto ao outro. Tal como Gêmeos, temos aqui mais um signo duplo no Zodíaco. Todavia, a duplicidade, neste caso, não se reveste da possibilidade de duas caras, mas da certeza de que o pisciano mudará de opinião, emprego, profissão, rota, etc, sem aviso prévio e nem ele mesmo saberá lhe dizer o porquê. Simplesmente sentiu que deveria mudar e mudou.

Peixes não teme mudanças e, comumente, possui apetite para o risco, além de uma intuição bastante inteligente, que permite que esses nativos saibam, sem explicação lógica, o rumo das coisas e isso inclui a economia. Eu mesma conheço 3 gênios do mercado financeiro nascidos sob esse signo. Sua intuição e apetite para o risco lhes renderam muitos milhões e os 3 são bastante conhecidos. Também conheço um que diz que não é nenhum expert em direito, mas é sócio há anos de escritório (já mudou algumas vezes de sociedade) e possui um excelente faro para negócios, o que lhe faz gerar mais casos do que muitos gênios jurídicos.

A duplicidade desse signo também possui pode se manifestar de modo não muito agradável, o que, por óbvio, dependerá do livre arbítrio, caráter e evolução espiritual de cada pisciano: essa tendência é a falsidade. Se o pisciano não desenvolver as qualidades positivas de sua mutabilidade e intuição, poderá ser um hábil mentiroso, até mesmo um ilusionista, capaz de negócios escusos quase com perfeição.

Tal “habilidade” também decorre do mau uso de sua forte inclinação a mudar a realidade. Piscianos são sonhadores sensíveis e creem verdadeiramente em seus sonhos. Negativamente, podem não conseguir lidar com a realidade e, como forma de fuga ou vitimismo, tornam-se mentirosos, alcoólatras, usuários de droga e de diversos meios destrutivos de fuga da realidade.

Vejam que tendência descrita acima pode se manifestar em diversas intensidades e é aconselhável estimular os pequenos piscianos a lidarem com a realidade e colorirem essa com sua criatividade e caridade, pois em alguma medida, muitos acabam bêbados em festas sob a alegação de que a bebida garante diversão, usam drogas mais fracas para relaxar, e por aí vai. Todavia, todas essas formas artificiais de fuga são desperdício de criatividade e sensibilidade para esses nativos.

Positivamente, a característica sonhadora de Peixes e a sua tendência a ver o mundo com lentes cor de rosa gera artistas excepcionais, atores brilhantes, pessoas que se dedicam à caridade, bem como dançarinos ímpares.

Falando em dança, Peixes rege os pés e o grande bailarino Vaslav Nijinski é um bom exemplo da forte ligação de Peixes com a dança (além de pisciano, Nijinski tinha a Lua em Peixes, reforçando a sensibilidade em sua dança).

Tenho um grande amigo que desde pequeno dizia que, com ou sem dinheiro, seria bailarino. Hoje ele integra há anos uma conhecida companhia de dança na Europa e vive muito feliz, fazendo turnês mundo afora, desfrutando, inclusive, do glamour que os piscianos também adoram.

Sim, Peixes gosta de glamour, o que também ajuda a explicar a forte presença desse signo, tão popularmente ligado apenas à caridade, no mercado financeiro e nas artes.

Mas vou retornar à tendência de Peixes de recriar a realidade. De fato, a terceira manifestação desse traço de personalidade se dá no campo da medicina e da caridade. Acredito que, simbolicamente falando, Aquário, com toda a sua ideologia igualitária, teve a ideia do Médico sem Fronteiras, mas é o pisciano que vai a campo salvar os menos favorecidos.  Quando Peixes adquire uma forte estrutura emocional interna, ninguém é capaz de maior caridade, nem Virgem. Isso porque Peixes consegue, observada a ressalva acima, lidar com a miséria e vulnerabilidade humanas sem impessoalidade, ao contrário, com enorme compaixão e amor, tornando tudo mais humano, mais acolhedor. Virgem e Escorpião têm mais sangue frio e acabam sendo mais impessoais no trato com pessoas em situações que a maioria não suportaria sequer olhar sem cair em lágrimas.

Mas o leitor atento perguntaria: ora, mas essa capacidade de auxílio ao próximo, mesmo em situações de desgraça extrema não pode advir somente da necessidade de colorir a realidade. De fato, essa necessidade dá o impulso, mas a força para o processo vem da capacidade dos pisciano de compreenderem a vida sob uma perspectiva espiritual e de contornarem obstáculos tal como um rio.

Se o pisciano souber trabalhar a sua alma, será capaz de experimentar a verdadeira fé, não em uma figura específica, mas na vida. Peixes sabe que há mais coisas entre o céu e a terra do que ousa imaginar a nossa vã filosofia e simplesmente é capaz de aceitar isso, sem a necessidade de aprovar. Daí a sua capacidade de lidar com a desgraça e vulnerabilidade humanas sem julgamento e com força interior. Ao não julgar, o pisciano aceita e se torna capaz não apenas de lidar com o mundo real, mas de modifica-lo, transformando a dor em compaixão, o ódio em amor e regando com suas águas campos deixados áridos pelos homens ainda no estágio destrutivo.

Peixes, no Zodíaco, representa a 12ª casa, isto é, a casa do carma, de tudo o que não nos é permitido conhecer totalmente, a casa da espiritualidade. Lembrem-se que no texto sobre Sagitário falei que esse signo era ligado à religião, sendo a espiritualidade atingida em Peixes. De fato, Sagitário julga, Peixes não. Sagitário segrega, Peixes agrega. E isso diz muito sobre a diferença entre religião e espiritualidade. No entanto, isso não significa que não haja sagitarianos mais voltados à espiritualidade do que à religião, estou falando aqui na simbologia dos signos e de suas características gerais, cada mapa de cada pessoa deve ser analisado cuidadosamente para se verificar quais outros signos a influenciam fortemente e como isso se dá.

No entanto, não pensem que todo pisciano é místico ou crê em alguma lei maior. Muitos, aliás, são ateus. Mas isso não os impede de serem espiritualizados na prática, de entenderem os ciclos da vida e aceitarem suas mazelas, desde que um trabalho interno seja feito. Essa compreensão nasceu com eles e independe de uma crença, basta ser desenvolvida, seja intuitivamente, seja pela lógica da filosofia.

Conheço um que se diz ateu, mas deixou de fechar um grande negócio que assinaria, pois naquele dia sua psicóloga enfartou na sua frente e ele entendeu aquilo como um sinal. Outro fechou o maior negócio para o banco em que trabalhava graças aos conselhos de uma taróloga. Piscianos e suas razões. Ambos são muito bem sucedidos, portanto, nem pensem em criticar os métodos desses piscianos!

O signo oposto a Peixes é Virgem, criterioso, mental, lógico. A fim de que o Pisciano não se perca em seu mar de sonhos nem se torne um romântico que vive no mundo da fantasia e não concretiza seus sonhos e ideais, deve aprender com Virgem a categorizar seus anseios e metas, a ter critério para analisar as situações concretas da vida. Caso contrário, o pisciano pode levar 2 “tapas” da mesma pessoa e continuar acreditando que isso vai mudar um dia, afundando-se no sofrimento da percepção de que há maldade no mundo combinado à ilusão de a maldade poderá ser extinta de uma hora para outra.

Peixes precisa do critério e discernimento de Virgem para reconhecer a maldade e se afastar dela, mantendo a sua capacidade de auxílio àqueles que não irão “mordê-lo”. Dito de outro modo, Peixes precisa de discernimento para cuidar do próximo sem prejudicar a si mesmo; para sonhar e concretizar.

Conheço uma que vivia emprestando dinheiro a parentes e vivia chorando pela falta de consideração deles, que nunca a pagaram de volta. Ela dizia que deveria ser mais como o Escorpião, que percebe a má-fé e se afasta, enquanto o Peixe paga para ver…

Ambos, Peixes e Escorpião, precisam rever seu conceito de perdão, pois acreditam que perdoar significa dar a cara à tapa 2 ou mais vezes. Mas, enquanto Peixes perdoa segundo esse conceito, Escorpião guarda rancor. Porém, ambos devem perceber que o perdão é algo que fazemos por nós mesmos, significa não guardar rancor e usar a razão, o discernimento de Virgem para perceber se a pessoa se regenerou e permite aproximação segura ou não. Dito de outra forma, precisam saber que o objeto do perdão é a pessoa e, não, o seu ato, de modo que uma reincidência não deve ser tolerada, nem gerar raiva. Para isso serve o afastamento.

Quando Peixes compreender isso, amenizará boa parte da causa de seu sofrimento e deixará de sentir culpa ao decidir se afastar de alguém ou lhe dizer “não”, pois compreenderá que isso não é julgar nem discriminar, mas saber viver, protegendo a si mesmo contra abusos e crueldades.

Dada a sua tendência a ajudar o próximo, se há alguém doente na família, normalmente é o pisciano quem se encarrega de cuidar da pessoa até a sua morte. Capricórnio é arrimo financeiro de família, quem muda de casa, se sacrifica e doa tempo para garantir que o enfermo não fique só e tenha uma partida digna é o pisciano.

Tenho uma amiga que, mesmo depois do pai ter se afastado da família, organizou tudo, mudou a sua rotina, sacrificou até mesmo tempo de seu trabalho para garantir que seu pai doente fosse bem cuidado. Minha mãe era pisciana e na minha infância eu mudei de residência 3 vezes para que ela cuidasse de parentes com doenças longas (câncer, esclerose e Alzheimer), tudo isso para que morássemos na mesma casa ou no mesmo prédio do parente que precisava de cuidados diários. Todos eram visitados diariamente e recebiam muito amor, beijos e abraços, além de Reik, e nenhum faleceu sozinho, graças à pisciana que abdicou até mesmo do trabalho para garantir tudo isso.

Meu pai tem ascendente em Peixes e quando nosso antigo gato estava doente, já nas últimas, e não queria dormir no quarto, ele dormia no sofá da sala para o bichano não ficar sozinho.

Tenho uma grande amiga virginiana com ascendente em peixes. Quando minha mãe estava doente e era internada todo mês, essa amiga abdicou várias vezes de seu lazer para ficar comigo no hospital e em um aniversário meu, em que eu fui parar no hospital, ela passou o dia lá comigo.

Mesmo que não faça trabalho voluntário, o pisciano sempre ajuda com amor quem precisa.

Outra amiga de ascendente em Peixes é palhaça em hospital infantil e já viajou o mundo fazendo trabalho social voluntário.

Profissionalmente, Peixes está ligado à psicologia, medicina, caridade, artes cênicas, dança, mágica, ilusionismo, mercado financeiro (notadamente mesa de negociações), artes do corpo, oceanografia, mergulho.

Peixes vem nos ensinar a doação, a aceitação, a caridade, a capacidade de sonhar e que toda criatividade e arte vem da alma, da intuição, de uma mediunidade que transcende a lógica e o palpável. Por outra lado, vem aprender a olhar as pessoas e situações com discernimento e objetividade, a fim de não viver uma vida de sofrimento, sacrifício e infelicidade. Peixes precisa aprender que ajudar não significa abdicar de si mesmo, a fim de que possa sair do nível da vítima e alcançar o do artista ou curandeiro. Para criar e curar, o pisciano precisa estar forte, precisa ter cuidado de si mesmo.

Por fim, como sempre, ressalto que o mapa astral como um todo deve ser analisado, a fim de que se possa fazer um diagnóstico preciso do sujeito, pois as tonalidades de cada signo são moldadas à luz do resto do mapa.

Virgem: quando a limpeza e a preocupação são prioridade

14-virgo

E hoje o post se destina ao signo de Virgem, o qual está associado ao elemento terra e à qualidade mutável, isto é, Virgem representa a fertilização da terra e as colheitas, lembrando aos seus nativos que o que o trabalho diário (plantar)  tem seus frutos trazidos pela vida na colheita dos resultados daquilo que foi semeado.

Sendo um signo do elemento terra, Virgem precisa concretizar, materializar para se sentir realizado. E aqui estamos falando da concretização do trabalho diário, do cuidado com a rotina, a saúde e a alimentação.

Ao contrário do que muitos pensam, Capricórnio não é o signo associado ao trabalho diário, Virgem é. Capricórnio está associado à carreira, quem se encontra no trabalho do dia-a-dia, na rotina, é Virgem. Virginianos são trabalhadores mais incansáveis e não necessariamente estão almejando status ou uma carreira de sucesso, o trabalho em si, desinteressado, por amor à arte é a sua missão. Virgem ensina e também aprende que é preciso cumprir as tarefas com resignação.

Este signo está associado à rotina e aos cuidados com alimentação, saúde e higiene e se você está cuidando de um bebê virginiano já deve ter notado que ele não economiza nas reclamações de fralda suja. Esses nativos temem a sujeira e são muito preocupados em desinfetar tudo. Tenho uma amiga de Virgem que mesmo antes da popularização do álcool gel, quando ainda éramos pré-adolescentes, já usava seus lencinhos e álcool de limpeza na bolsa.

É através da busca de um ofício que lhes traga satisfação pessoal e da construção da rotina diária que os virginianos passam a se conhecer melhor e encontram satisfação. Aprender a colher o que plantam e a construir no mundo material é sua missão de vida. Se Virgem se negar a trabalhar estará sujeito a uma vida infeliz de problemática. Aliás, eles mesmos não se sentem bem no ócio constante.

Porém, é preciso que encontrem algo que amem, que lhes alimente a alma e possa ser feito pela satisfação do dever cumprido; a ambição monetária ou de status pertence a Touro e Capricórnio, respectivamente, que se realizam pelo que o trabalho lhes proporciona materialmente. Virgem se satisfaz cumprindo seus deveres e encontrando um trabalho através do qual possa entregar ao mundo algo útil e belo.

Conforme será melhor explicado mais adiante, Virgem se encontra no eixo do Zodíaco que representa a espiritualidade, por isso Virgem se associa ao auxílio ao próximo e ao trabalho resiliente e daí vem o fato de que a sua realização advém do dever cumprido pelo exercício de um trabalho que, e alguma forma, seja útil às pessoas e, de alguma forma, cuide delas, de suas casas, alimentação, corpo ou lhes proporcione o belo, o conforto.

Ilude-se quem pensa que virginianos são organizados no sentido de terem tudo guardado em seu devido lugar, de possuírem um lar ou ambiente de trabalho impecáveis. Não, muitos deles são materialmente desorganizados e deixam suas coisas largadas na sala. A organização material pertence a Capricórnio e Leão.

Virginianos são mentalmente organizadíssimos, o que lhes permite se encontrarem em sua baguncinha material. Virgem, tal como Gêmeos, é regido pelo planeta Mercúrio e, por isso, Virgem é um signo que, apesar do elemento terra, é mental – mentalmente prático.

Aqui, Mercúrio lhes confere uma mente prática, minuciosa, analítica e, acima de tudo, crítica. Nada lhes passa despercebido e os virginianos são muito críticos e perfeccionistas. Sua mente é criteriosa e trabalhos que exigem minúcia, cuidado com detalhes e extrema atenção caem bem aos virginianos.

Conheço uma virginiana que, além de tudo, tem Mercúrio posicionado no signo de Virgem, ou seja, seu espírito (Sol) é virginiano e sua mente pensa na mesma vibração. Se você conversar meia hora com ela vai perceber seu senso de humor irônico, ao tecer comentários críticos e muito assertivos sobre qualquer um que passe na rua e isso inclui a sua melhor amiga, eu. Seus filhos não saem de casa sem estarem impecavelmente limpos, bem vestidos e cheirosos. Cheiro também é uma coisa sensível aos virginianos.

Por ser um signo de terra (prático), regido por Mercúrio (mental) e ligado ao trabalho diário, os profissionais de Virgem são os mais eficientes e rápidos. Eu tive uma estagiária de Virgem, ela raramente fazia hora extra (como é comum em escritório de advocacia, ainda que isso seja contra a lei do estágio), mas seu trabalho estava sempre em dia, sem qualquer atraso e impecável. Ela era rápida e os invejosos e mais lentos de plantão já se apressavam em dizer que, por ela não ficar quase nunca até mais tarde, não era comprometida. Pobres pessoas, não conhecem o segredo de Virgem: foco, atenção, eficiência e responsabilidade.

Se você quer um funcionário eficiente, rápido e cuidadoso, contrate alguém nascido entre os dias 23 de agosto e 22 de setembro.

Pessoas com o Sol na casa 6 de seus mapas natais – a casa natural de Virgem – também tendem a ser bastante eficientes no trabalho.

Virgem é o signo subsequente a Leão e aqui o orgulho já foi trabalhado, dando espaço à humildade. Conheci uma menina de Virgem cujo chefe passou a implicar com ela por um pequeno erro. A virginiana não se abalou, tratou de fazer o que seu signo manda: trabalhar desinteressadamente (com resiliência), com afinco e zelo. Na tentativa de testar a virginiana, ele a pediu para fazer uma apresentação sobre um tema complexo e não lhe deu nenhuma instrução. A filha da terra e de Mercúrio estudou cada linha dos acórdãos que lhe foram dados, ensaiou, treinou e brilhou mais do que qualquer Leão poderia ser capaz de brilhar. Estava perfeito e muito acima de seu nível de experiência. O chefe se curvou.

Virgem nos ensina que paciência e raciocínio tudo vencem!

Agora, tudo isso não vem sem ônus. Virgem é preocupado, mesmo sem motivo, sua mente arranja alguma preocupação e eles muitas vezes ficam até severamente doentes de tanto stress. Pode haver alguma situação externa grave mesmo, mas muitas vezes não há, o stress deles é facilmente obra de sua mente preocupada, que antecipa problemas. Isso se agrava se o seu perfeccionismo não for moderado. Excesso de anseio por perfeição os leva a um estado de insatisfação constante, onde nada é suficiente, agravando a sua mente já preocupada.

Tanta preocupação gera muitos hipocondríacos nascidos sob esse signo (o mesmo vale para quem tem o Sol, Saturno, Vênus ou Mercúrio na casa 6, a casa natural de Virgem no mapa astral, ainda que o signo que ocupe a casa 6 no mapa do sujeito não seja o signo de Virgem). Hipocondríaco ou não, se você conhece alguém de Virgem sabe que esses nativos não viajam sem a bolsinha de remédios.

Vigem está associado ao eixo do Zodíaco 6/12, ou Virgem/Peixes (Peixes é o signo oposto/complementar de Virgem), o qual representa o serviço desinteressado/caridade. Virgem atende as necessidades dos mais próximos e está sempre pronto a auxiliar, sendo o signo associado ao trabalho de enfermagem por excelência. Peixes auxilia mesmo quem não conhece, representando a caridade e amor desinteressado.

Virgem deve aprender o trabalho desinteressado e Peixes, o amor desinteressado. A humildade é ensinada por esses dois signos e é muito importante que os nativos nascidos sob um ou outro signo trabalhem isso, pois essa é a sua principal missão no mito solar do herói. Tornar-se Virgem ou Peixes exige desinteresse e humildade, só assim encontrarão a realização.

Mas, para fugir de seu stress e preocupações, senso crítico que gera insatisfação e pode levar ao isolamento, Virgem deve aprender com Peixes a aceitação (aprovação é diferente de aceitação e Virgem precisa aprender isso para cumprir a sua missão), a ter fé na vida, em Deus, enfim, em algo maior. O trabalho de fé é de suma importância aos virginianos, pois os ensina a aceitação, que nem tudo pode ser controlado ou catalogado sob um julgamento humano e, portanto, parcial. É através da compreensão de que a vida flui tal como deve fluir, que Virgem consegue, aos poucos, se livrar do peso que carrega dentro de si.

Eles querem ser perfeitos e esperam isso dos outros e a fé/espiritualidade os ensinará que a perfeição a Deus pertence. Aos homens e aos nativos de Virgem compete a excelência.

O leitor já deve ter ouvido que Virgem é o signo de padres, freiras e solteiros em geral. Isso não significa que esses nativos não gostem de sexo ou tenham problemas com a expressão sensual. Mas, seu espírito puro e a necessidade de busca da espiritualidade como narrei acima pode os conduzir a caminhos religiosos. Já a solteirice ocorre muito mais porque o seu perfeccionismo muitas vezes os impede de aceitar o outro tal como ele é do que por pureza virginal propriamente dita.

Virgem é muito fotogênico e bem sensual até, especialmente se vier acompanhado de Marte posicionado no signo de Leão ou Escorpião.

Profissionalmente, Virgem está associado à enfermagem, cuidadores, arquitetura, artesanato, auditoria, contabilidade, costura (na moda, Virgem dá um excelente modelista – o modelista é quem dá o molde da roupa, que determinará o seu caimento, a sua perfeição), nutrição, pesquisadores em geral (o resto do mapa indica a área de pesquisa), perfumista, esteticista, paisagista, decorador de ambientes. Virgem tem noção espacial e sua atenção a detalhes gera ótimos decoradores e arquitetos. As habilidades manuais são também frequentes nesses filhos de Mercúrio e é muito comum virginianos terem algum hobby que envolva habilidade manual e estética.

Estamos aqui no último eixo do Zodíaco, e, com Peixes, abordaremos o último estágio (o 12º estágio) do desenvolvimento da psique humana. O décimo terceiro corresponde ao Cristo, aquele que, por já ter aprendido os 12 estágios, transcendeu e desencarnou da roda do Zodíaco.

A fim de atingir o 13º estágio, precisamos cumprir a missão de nosso signo e aprender o que os demais nos ensinam, pois cada um ocupa uma casa (um setor de nossa vida) em nosso mapa, de modo que, em alguma medida, somos um pouco de cada um dos 12 signos.

O eixo Virgem/Peixes ensina e cobra de seus nativos a lição mais nobre e difícil: a humildade, o trabalho e o amor desinteressado, a ajuda ao próximo e a caridade. É nesse eixo que a lição das lições “amai ao próximo como a si mesmo” pode ser compreendida. Começa com o trabalho desinteressado, com o cumprimento humilde de obrigações diárias, o cuidado com a própria saúde e alimentação, para, então, atingir a espiritualidade, o amor incondicional, a caridade e o desapego.

A Gemini Astrologia nasceu sob o signo de Virgem e espero que nossa missão de comunicar conhecimento, de modo a ajudar a todos a se conhecerem melhor e a entenderem uns aos outros, aceitando-se mutuamente esteja sendo cumprida.

Aquário: quando a revolução tem a sabedoria do conhecimento

aguadeiro

Na semana passada falei sobre Leão e, consequentemente, é hora de falar sobre o seu signo oposto/complementar, Aquário.

Aquário é um signo do elemento ar e de qualidade fixa, portanto, um ar comprimido, tal qual aquele dentro de um balão. Ar comprimido está louco para se soltar, para ser independente e se você colocar um alfinete no balão ele explode e o ar sai correndo.

Aquarianos anseiam por independência. Porém, para alcançarem em suas vidas a independência/autonomia que tanto desejam precisam aprender, com seu signo oposto Leão, a ter disciplina. Sem a disciplina de vida do Leão, Aquário jamais se tornará independente.

Vale recordar que no mundo atual independência requer autonomia financeira e essa apenas é conquistada com disciplina, seja para ganhar o dinheiro seja para mantê-lo sem gastar tudo. E, de um ou outro modo, há escolhas a serem feitas e preços a serem pagos.

O Aquário, com todo o seu ideal libertário não é dado a pagar o preço de suas escolhas e precisa ser ensinado desde pequeno que nada vem sem algum esforço ou sacrifício, pois toda escolha implica em uma renúncia. É devido a esse traço de personalidade que você, leitor, verá inúmeros aquarianos que se dizem independentes mas que moram no apartamento cedido por alguém, têm suas despesas pagas, no todo ou em parte, por outra pessoa e, mesmo assim, vivem na utopia de serem independentes, achando que tudo isso lhes é de direito.

Tal qual o Leão aqui está outro individualista, a diferença é que o Leão luta por si e o Aquário usa muito da ajuda dos outros. Sua missão de vida é aprender a disciplina, a lidar com a realidade material, sob pena de se tornar um utópico.

Se eu precisasse descrever o Aquário em um única palavra, essa palavra seria idealismo.

Todo aquariano tem ideias muito sábias sobre fraternidade, liberdade e igualdade e, de fato, sua mente está à frente de seu tempo histórico. O problema é que Aquário precisa aprender que, para colocar suas ideias (que são, repito, muito nobres) em prática é preciso saber lidar com a realidade daquilo que é. Dito de outra forma, a fim de que o “dever ser” (o que deve ser, mas ainda não é) imaginado pelo aquariano possa se tornar algo que venha a ser, o que é hoje precisa ser aceito e trabalhado com disciplina. Porém, eles tendem a se rebelar com o que é, levando fama de rebeldes e anarquistas.

Por outro lado, se o aquariano souber superar essa sua dificuldade, sua mente genial poderá revolucionar o mundo e, não à toa, é o signo mais incidente em cientistas, incluindo os grandes cientistas como Thomas Edison (descobridor da eletricidade).

Aliás, o planeta Urano, senhor da eletricidade e das mudanças repentinas e do imprevisto, é o regente de Aquário. Em minha experiência tive a oportunidade de ler mapas de inúmeros(as) advogados(as) que se especializaram em regulação do setor elétrico e, em 100% dos casos, o planeta Urano fazia aspecto harmonioso com o ponto do mapa que representa a carreira, o chamado Meio do Céu. Coincidências astrológicas? Acho que não. Acho que podemos chamar a Astrologia, que também é regida por Urano, de ciência. Mas uma ciência à moda Aquariana, isto é, a frente de seu tempo.

Aquário anseia por um mundo igualitário, onde todos tenham os mesmos direitos e oportunidades e no qual não haja diferenças sociais. Sim, Marx tinha Urano no Meio do Céu. O problema é que esse ideal não pode ser imposto, tem que vir naturalmente, a partir da evolução de cada um, individualmente. Não dá para ter a nobre igualdade aquariana antes que cada um dos 7 bilhões de habitantes aprenda certas lições sobre caridade, fraternidade, igualdade. Enfim, sem evolução não há como implementar os ideais de Aquário para a sociedade.

E é essa a grande lição do eixo Leão/Aquário, a humanidade apende com Leão que cada um deve cuidar de seu desenvolvimento pessoal, sendo único responsável por quem se torna e, a partir da soma desses “tonar-se”, tem-se a coletividade igualitária representada por Aquário. O todo depende do 1 e vice-versa. E, para tanto, cada um deve ter a disciplina de se aprimorar em prol da generosidade que Leão busca, a qual é a base da igualdade que Aquário persegue.

Aquário é um signo de ar e, portanto, mental. Os nativos desse signo parecem estar sempre distraídos, sem prestar atenção no que os outros dizem. Porém, conseguem repetir o que você disse e ainda narrar toda a conversa da mesa ao lado, bem como te contam o que acabou de acontecer na rua. São observadores natos, como todo cientista, e têm capacidade de atenção múltipla. Absorvem conhecimento por osmose, sem muito esforço, sendo bastante perspicazes.

Contudo, o que lhes sobra de humildade em geral, lhes falta de humildade intelectual e é bastante comum você se deparar com aquarianos que não dão valor à sua inteligência e jamais são pegos lendo um livro, mas despejam “conhecimento” sobre o assunto em seus ouvidos, muitas vezes falando bobagem. Claro, nem tudo dá para pescar no ar, algumas coisas, para serem aprendidas, precisam da disciplina do estudo e disso eles tendem a não gostar muito.

Repito, ensinar aos pequenos de Aquário a importância da disciplina salvará suas vidas futuras e permitirá que não haja desperdício de inteligência. Os salvará, inclusive, da revolta sem causa, da rebeldia pela rebeldia; do inconformismo anárquico.

Aquário é o signo das amizades e você sempre verá o aquariano típico repetir a palavra amigo inúmeras vezes, mesmo quando se referir a ex namoradas(os). Sim, eles procuram manter a amizade com todos e de modo impessoal. A impessoalidade rege seus relacionamentos de qualquer espécie, bem como um misterioso distanciamento.

Embora adorem debates em grupo e turmas de amigos, os aquarianos precisam de momentos de solidão. São introspectivos e, muitas vezes, se sentem incompreendidos. A qualidade fixa de seu signo de ar lhes concede ideias fixas e, se essas não são aceitas, o aquariano é abatido por sentimento de incompreensão, isolamento e se sente  rejeitado. Tal qual Leão, eles são carentes e precisam de aceitação, mas jamais, em tempo algum, admitirão isso. Olhe mais afundo e veja que reside nele um sentimento de inferioridade, estamos no eixo da auto-estima que precisa ser trabalhada.

A inveja também pode assolar muitos aquarianos, sendo de suma importância que esses nativos trabalhem a gratidão dentro de si.

Mas, feito um sério trabalhado interno, capaz de mitigar os pontos negativos de Aquário, o aquariano é capaz de qualquer realização, ele é um gênio, sabe. Um inventor à frente de seu tempo, um visionário e, muitas vezes, mediúnico. Sim, muitos aquarianos são capazes de antever o que virá de modo que nem eles mesmos podem explicar e, por serem céticos, costumam desprezar esses insights, o que lhes gera problemas que poderiam ter sido evitados. Se a energia do aquariano estiver vibrando negativamente, costumam ser acometidos por sonhos violentos, podendo até mesmo sentir dores ou puxões. Eles têm a mente conectada na tomada do além, mas não admitem isso.

Se Aquário aprender que há mais coisas entre o seu e a Terra do que ousa imaginar nossa vã filosofia, poderá ir muito longe. Não há ciência sem intuição. Pensem nisso.

A necessidade de mudança oriunda de um sentimento de insatisfação os acompanha e nem eles sabem o que desejam mudar, por isso, repito, devem trabalhar a gratidão. Por essa razão, é o signo associado à aviação e às profissões ligadas a ela. Eles precisam estar em movimento; de fixo neles, somente as ideias.

Aquário tem um compromisso com a verdade, no sentido de desvendar a verdade. Tal como Leão, eles não aceitam mentiras, a diferença é que contam muitas por aí para se safar, ao contrário do Leão (signo de fogo mente muito mal).

E, tal como Leão, Aquário possui capacidade de liderança, já que tem a humildade de ouvir a todos, se juntar às multidões e fazê-las sentir como se ele fosse parte delas, o que Leão deve aprender. Por outro lado, Aquário não possui a disciplina necessária para manter os demais unidos em prol de um objetivo e extrair deles o que de melhor podem oferecer, quem ensina isso é Leão. Assim, esse eixo do Zodíaco nos mostra que o bom líder é aquele disciplinado, generoso e carismático (Leão), capaz de descer de seu trono e ouvir seus funcionários, juntar-se a eles como parte do grupo e trabalhar de forma horizontal guiando-os e não impondo nada (Aquário).

Caros leitores, sem o revolucionário aquariano, não há avanço no mundo. Não há transgressão da tradição e tradição sem ruptura nos leva à morte enquanto espécie. Toda a tradição protegida por Capricórnio (signo anterior a Aquário) é reavaliada pelo Aquário, repensada e transgredida se preciso for, em nome do progresso e da sobrevivência da humanidade. Esses nativos nos ensinam que há sabedoria na transgressão. Duvidam? Os judeus eram considerados judeus se fossem filhos de pai judeu e essa tradição religiosa durou séculos. Porém, com as perseguições e estupros de guerra que assolaram o povo judaico quando da dominação dos Romanos, os rabinos alteraram/transgrediram a tradição, passando a considerar como judeu todo aquele filho de ventre judaico. E, assim, a partir da transgressão da tradição, salvaram os judeus que existem como povo até hoje, apesar de apenas terem tido um território seu a partir da década de 40, quando Israel foi criada. Foi a transgressão que evitou que Roma os dominassem.

É essa a transgressão em que vibra o Aquário, simbolizado pelo aguadeiro que jorra a água do conhecimento sobre a constelação que simboliza a humanidade. Aquário ensina que sem conhecimento não há revolução, que nada vem pela força, preparando o terreno para que Peixes, o signo seguinte e último signo do Zodíaco, possa exercer a caridade e o amor universal.

Estamos na era de Aquário, nenhuma mentira será perdoada, nenhuma ditadura será tolerada e, acima de tudo, nenhuma tradição será mantida às custas da ignorância, os próximos milênios ensinarão à humanidade que o conhecimento é a chave da mudança. Você está em sintonia, Malala. E você, leitor, já percebeu a energia de Aquário?